Julgar

“Hoje não sou nada! Mas amanhã…? Entã não me julgue hoje, para não ter que te condenar amanhã.”

(Rodrigo Aragão).

Nenhum comentário:

Postar um comentário